(81) 99135-6966

diversidade.naoviolencia@gmail.com

Sala do Conexões de Saberes,

Pró Reitoria de Assuntos de Extensão.

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Sede Recife/Dois Irmãos.

  • Facebook Social Icon
  • White Instagram Icon
  • YouTube - White Circle
  • Twitter Social Icon

Oficina 1 

Superando a Violência

Introdução

A Oficina 1 - Superando a Violência tem como objetivo iniciar o debate sobre as diversas formas de violência que existem dentro e fora da escola. Ela conclui com um exercicio para abrir a comunicação com quem nos agride de forma a não ampliar o conflito, após essa pratica de desbloqueio finalizamos com uma breve meditação solidaria. 

Função: Ela ajuda a encontrar quem são as(os) interessados pelo Núcleo.

Aplicação: É recomendado que seja feita com o maior número de participantes(turmas) e que passe uma lista de quem tem interesse em participar de outras.

Também pode ser feito apenas algumas partes desta oficina, caso seja complicado dispor de horários(aulas) com todas as turmas.

Objetivo

Buscar xs interessades iniciais em construir o Núcleo, sejam estudantes, profissionais, professorxs e responsaveis

Duração

Varia de 50 minutos até 1 hora e quarenta minutos. Também pode ser dividida e ser usada em varios tempos de aula.

Público

Estudantes, profissionais, professores(as) e responsáveis. Respeitando a dinâmica e os tempos de cada grupo.

Temas

Esta oficina aborda temas como: as varias formas de violência, desbloquear a comunicação com quem nos agride e a regra de ouro.

1/8 - Principio da oficina

"Trate as demais como você gostaria de ser tratada"

O principio desta Oficina é a Regra de Ouro da Não Violência: "Trate as demais como você gostaria de ser tratada".

Este principio ajuda a não só construir relações em base a novos valores, mas também nos guia a mediar conflitos e superar as violências que reproduzimos ou recebemos.

Esta regra não é nova, existiu de diversas formas em todas as culturas, civilizações, religiões e ideologias.

2/8 - as varias formas de violência

Apresente-se com sua indignação.

Diga seu nome, o que faz, o que gosta de fazer e principalmente o que lhe deixa indignado.

Pois a indignação pra nós é o motor da transformação, sem ela não temos combustível para nossa missão de melhorar a escola.

Indignação sobre algumas forma de violência, ou sobre as injustiças. Indignação sobre a falta de dignidade ou quem sabe de oportunidades. Mas vai lá e diga a sua...

3/8 - apresentação

Apresente-se com sua indignação.

Diga seu nome, o que faz, o que gosta de fazer e principalmente o que lhe deixa indignado.

Pois a indignação pra nós é o motor da transformação, sem ela não temos combustível para nossa missão de melhorar a escola.

Indignação sobre algumas forma de violência, ou sobre as injustiças. Indignação sobre a falta de dignidade ou quem sabe de oportunidades. Mas vai lá e diga a sua...

4/8 - Violências que vivencio

Apresente-se com sua indignação.

Diga seu nome, o que faz, o que gosta de fazer e principalmente o que lhe deixa indignado.

Pois a indignação pra nós é o motor da transformação, sem ela não temos combustível para nossa missão de melhorar a escola.

Indignação sobre algumas forma de violência, ou sobre as injustiças. Indignação sobre a falta de dignidade ou quem sabe de oportunidades. Mas vai lá e diga a sua...

5/8 - Trabalho em grupo

Apresente-se com sua indignação.

Diga seu nome, o que faz, o que gosta de fazer e principalmente o que lhe deixa indignado.

Pois a indignação pra nós é o motor da transformação, sem ela não temos combustível para nossa missão de melhorar a escola.

Indignação sobre algumas forma de violência, ou sobre as injustiças. Indignação sobre a falta de dignidade ou quem sabe de oportunidades. Mas vai lá e diga a sua...

6/8 - Desbloqueando a comunicação

Apresente-se com sua indignação.

Diga seu nome, o que faz, o que gosta de fazer e principalmente o que lhe deixa indignado.

Pois a indignação pra nós é o motor da transformação, sem ela não temos combustível para nossa missão de melhorar a escola.

Indignação sobre algumas forma de violência, ou sobre as injustiças. Indignação sobre a falta de dignidade ou quem sabe de oportunidades. Mas vai lá e diga a sua...

7/8 - Respiração baixa

Apresente-se com sua indignação.

Diga seu nome, o que faz, o que gosta de fazer e principalmente o que lhe deixa indignado.

Pois a indignação pra nós é o motor da transformação, sem ela não temos combustível para nossa missão de melhorar a escola.

Indignação sobre algumas forma de violência, ou sobre as injustiças. Indignação sobre a falta de dignidade ou quem sabe de oportunidades. Mas vai lá e diga a sua...

8/8 - meditação solidária

Apresente-se com sua indignação.

Diga seu nome, o que faz, o que gosta de fazer e principalmente o que lhe deixa indignado.

Pois a indignação pra nós é o motor da transformação, sem ela não temos combustível para nossa missão de melhorar a escola.

Indignação sobre algumas forma de violência, ou sobre as injustiças. Indignação sobre a falta de dignidade ou quem sabe de oportunidades. Mas vai lá e diga a sua...

Parabens. Concluímos a primeira oficina, aqui vai algumas dicas e orientações para facilitar a multiplicação deste momento em sua escola. Pois lembre-se que estes videos são somente uma parte da aprendizagem da Não Violência Ativa, a maior parte estará no momento com outras pessoas. Acreditamos que a ação qualifica muito. Mas vamos lá, veja o vídeo e vamos a multiplicação.

Depoimentos

Fórum de debate

Avaliação da Oficina

Tutoria

Oficina 2 -

Coerência

Humana

Coerência Humana é a referência humanista para este momento de crise geral que vivemos. É quando pensamos, sentimos e agimos na mesma direção. É o oposto da contradição e da incoerência